Graduação agarrada

Nos últimos dois artigos trouxe dados relativos ao número de alunos no ensino superior brasileiro. Houve uma desaceleração desde 2003, causada por fatores como redução de uma demanda reprimida e demora em criar financiamentos. Hoje trago outro dado relacionado, o número de concluintes de cursos do ensino superior por ano, e é possível ver uma desaceleração bem mais clara. Nas instituições federais e estaduais houve uma completa parada no número de formados, com redução em vários anos.


Os dados vieram do Censo do ensino superior do INEP. Queria aproveitar aqui pra elogiar e agradecer a todos os órgãos e institutos que publicam estes dados na Internet. É diversão sem fim pra quem gosta de ver números índices e gráficos.

Em meus últimos gráficos não mostrei dados separados de ensino público e privado, principalmente porque no caso daquele índice parece que não tem muita diferença. Mas nesse caso daqui é outra história, é possível ver uma clara diferença entre ambos.

O número total de pessoas concluindo cursos de ensino superior no Brasil — tanto em instituições públicas quanto privadas — sofreu uma notável desaceleração a partir de 2005. Isso é claro na curva do valor total (azul) e na das particulares (verde). Note que o gráfico é logarítmico, e o trecho mais-ou-menos linear de 1998 até 2005 é portanto um crescimento exponencial.

Mas não bastasse essa desaceleração total, que reflete basicamente o que houve nas faculdades particulares, o ensino público basicamente parou de 2004 pra frente, sofrendo inclusive recessão. O número de concluintes caiu em 2005 e 2006, e desde então não voltou até o patamar de 2004.

O número das estaduais deu uma subida abrupta em 2004, e é o responsável por esse decaimento de 2004 a 2006. O número nas federais tem menos variação. Interessante ver que existe um crescimento estável ocorrendo em instituições municipais, apesar de representarem ainda um valor pequeno.

Esse gráfico, ainda mais marcante que os anteriores, precisa ficar gravado na mente de todos no verso da fichinha mental em que está escrito que “O Lula criou 17 universidades federais”. Acho ótimo esse número, mas sinto falta de dados mais materiais, mais palpáveis quando ouço isso. Uma universidade é, afinal, apenas mais um nome, uma sigla, um reitor. Quero saber número de alunos, professores, funcionários, dinheiro investido, laboratórios. Pelo menos número de campi ou cursos… Quando olhamos para estes dados mais sólidos não dá pra ver nada tão espetacular quanto sugere o tal número de “criou 17 universidades”. É bem o contrário.

Anúncios

4 Respostas to “Graduação agarrada”

  1. LEo Says:

    seria interessante verificar quantos engenheiros formados em cada ano sabem efetuar simples cálculos matemático… tenho visto uma queda vertiginosa na qualidade dos alunos… eu diria que ‘não se formam mais engenheiros como antigamente’.

  2. LEo Says:

    mesmo que os PTístas venham dizer que o aluno que entra leva 5 anos para formar, já estamos em 2010, 8 anos de Lula, já deveriamos ver os reflexos do Lulismo no ensino superior… mas como o próprio Fernando Haddad disse à revista Valor, durante o Lulismo tivemos uma estagnação no ensino superior (0,7% do PIB).

  3. Marcelo Hermes Says:

    Excelente post

    em relaçao as novas universidades e “efeito Reuni”, vc deve esperar o “time lag” ate que as pessoas se formem. Veremos isso na UnB (que dobrou seu numero de alunos calouros) apenas em 2011 e 2012.

    abraços
    Marcelo Hermes

  4. Estagnação na formação Brasileira persiste em 2009 « Condições suficientes e necessárias Says:

    […] final do ano passado, na época das eleições, escrevi sobre uma estatística interessante: o número de concluintes do ensino superior brasileiro. No começo deste ano saiu o valor da […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: