A junção mais fraca

Ano passado, um dia antes de viajar de férias, fui ligar meu fiel computador de mesa, um Pentium III, e… Não consegui! 😦 Pifou aquele dia, e não voltou mais à vida.

De cara já achei no dia que devia ter sido a fonte que deu problema. Já vi muita máquina parar assim por causa de fonte queimada. Inclusive já vi um colega na escola de engenharia consertar uma fonte trocando um par de diodos retificadores, memorável. Guardava aquele diodo queimado no bolso como lembrete de um belo momento de dedicação à arte.

Esta semana andei procurando uma fonte nova para trocar essa queimada. É uma Troni de 300W, dos idos de 2002… Estive lendo sobre as fontes novas, as chamadas “reais”, com ventoinhas de 120mm, correção de fator de potência, casaquinho de nylon ao redos dos fios, e foi me dando vontade de abrir a fonte velha. Mesmo porque eu também precisava ter certeza de era ela mesmo que tinha estragado, eu só tinha minha suspeita a priori, corroborada apenas pelo cheiro de CI queimado no dia.

A propósito, o que mais me deu vontade no final de abrir a fonte pra xeretar foi ler aqui este bom artigo do Clube do Hardware sobre fontes: http://www.clubedohardware.com.br/artigos/1218/1  Anatomia das Fontes de Alimentação Chaveadas.

Abri o negócio, e depois de me acostumar com a poeirada lá dentro, comecei a notar agumar regiões aainda maais escurecidas. Notei que um fusível soldado à placa parecia queimado. Pensei “será isso, e só isso?…”Continuei vasculhando, e de repente notei uma parte da placa que podia ter sido queimada por algum componente explodindo. Foi aí que notei que em meio a tantos componentes sujos e chamuscados havia um limpinho! Seria o centro da explosão??

Meio fora de forma, achei a princípio que era um resistor partido ao meio, mas não. Era um diodo… Parte do invólucro de plástico ainda estava grudado. Movi um dos terminais do ex-diodo nessa foto seguinte.

Lá estava, um único componente eletrônico me impossibilitando de usar minha máquina, me trazendo bastante inconveniência.

Podia tentar consertar, mas acho que vais ser bom botar uma peça nova naquela máquina pra “revitalizar”. Mas desisti de comprar alguma dessas mudernas com ventoinha de 120mm. Deixa pra quando eu ganhar na loto e comprar minha máquina com quatro cpus quad-core!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: